Jorge, mais que um nome

março 30, 2016 at 6:34 pm Deixe um comentário

O nome Jorge é o do santo absolutamente ligado ao time do Corinthians e desde sempre muito famoso pra qualquer brasileiro, além de um expoente religioso cultuado em muitas partes do mundo.

Desde pequeno convivo com esse nome, pois meu pai era torcedor do Corinthians, clube que eu sempre vi ser chamado de time do Parque São Jorge. Eu me tornei corinthiano a partir de 22 de agosto de 1982, dia em que fui levado ao Morumbi pra ver a torcida do Corinthians. Fui ver o time de Sócrates, Casagrande, Biro-Biro e Zenon ganhar por 1 a 0 do Santos, mas acabei me apaixonando pela torcida, que naquela época incrementava a festa da arquibancada com muito papel higiênico jogado, muita bandeira tremulando e muito rojão estourando no alto, não em direção à torcida adversária. Eu imaginaria que aquele era verdadeiramente “O Maior Espetáculo da Terra”, não o filme com o Charlton Heston, ganhador do Oscar de 1952 como o melhor filme e utilizando um nome mais adequado à torcida tão exaltada por todos.

A sede social do Corinthians fica na Rua São Jorge, no Tatuapé, e o estádio de propriedade do clube raramente foi visto como Alfredo Schurig, nome oficial, mas sim Parque São Jorge, em homenagem ao local onde foi construído nos anos 1920, no lugar em que antes existia o tal parque com nome em homenagem ao santo guerreiro.

Faz tempo que vejo a citação ao Corinthians no dia 23 de abril, dia de São Jorge, santo padroeiro da Inglaterra e do Corinthian, time inglês que inspirou o nome do clube brasileiro, hoje com 105 anos de glórias. Eu algumas vezes imaginava inocentemente ou em um modo de delírio a imagem de São Jorge em cima do cavalo, abatendo o dragão, no meio do símbolo do Corinthians, no lugar onde está a bandeira paulista.

Por fim e pra justificar o título deste texto, eu conheci aos 14 anos um amigo chamado Jorge. Era 1984. Nunca pensei no meu amigo com relação ao santo ligado umbilicalmente ao Corinthians, pois ele ia muito além do seu nome, era o sujeito mais divertido e gente fina por perto. Vivi essa amizade com meu amigo sendo chamado por todos carinhosamente de Jorginho, apesar de geralmente ser mais alto que todos que o chamávamos no diminutivo. E sempre foi difícil dissociar a imagem do Jorginho com a do Corinthians. Ele idealizou um site chamado Corinthianíssimos, pois queria trabalhar com o que mais lhe dava prazer na vida: o Corinthians. Jorginho foi um torcedor que viu altos e baixos do time, mas sempre foi fiel ao seu amor. Não diminuía ou aumentava a intensidade, fosse em que fase fosse, pois torcia sempre no limite, vivia o Corinthians e estava sempre à espera dos títulos que estavam por vir e vieram.

No site idealizado pelo Jorginho, passei a escrever crônicas sobre o time que eu e o Jorginho vimos sempre como o maior do mundo, mesmo em 1984, ano em que eu e meu grande amigo nos conhecemos e quando o time ainda não possuía sequer o primeiro título de campeão brasileiro, conquistado em 1990. Mesmo que eu achasse o texto médio, o Jorginho nunca me deixava baixar o astral, sempre comentava o texto e achava que estava bom. Ele fazia com que eu me sentisse o Nélson Rodrigues, meu ídolo entre os cronistas da vasta carteira mundial de escritores do glorioso futebol. Jorginho era o próprio cara da música “Brincar de Viver”, do Guilherme Arantes. Tinha como grande característica a arte de sorrir sempre. Mesmo quando o mundo dizia não, ele tinha sempre uma gargalhada pra presentear os amigos.

E pra surpresa minha e de todos que conviveram com o amigo de uma força mental e física sempre inexpugnável, Jorginho se foi há uma semana. Fará muita falta ver a gargalhada do amigo Jorginho e especialmente escrever textos sem saber a reação do corinthianíssimo, o xará do santo do Corinthians e muito mais que um nome, muito mais que um homem, um amigo, e amigo fica pra sempre, estará sempre comigo vendo as peripécias do time e reagindo na minha imaginação a cada palavra que eu escrever sobre o time que nos tornou mais amigos ainda.

Anúncios

Entry filed under: Sem categoria.

Paulistão finalmente vai começar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Agenda

março 2016
S T Q Q S S D
« abr    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Most Recent Posts


%d blogueiros gostam disto: